08

Jul

Selo Protetor

08 de Julho de 2024

CRECHE/JARDIM DE INFÂNCIA DA IRMANDADE DA SANTA CASA DA
MISERICÓRDIA DE VALONGO FOI A PRIMEIRA INSTITUIÇÃO DO CONCELHO A SER
CERTIFICADA COM O SELO PROTETOR DA COMISSÃO NACIONAL DE PROMOÇÃO
DOS DIREITOS E PROTEÇÃO DE CRIANÇAS E JOVENS (CNPDPCJ)

O SELO PROTETOR tem como objetivo distinguir Entidades com Competência em
Matéria de Infância e Juventude pela implementação de boas práticas ao nível da
promoção e proteção dos Direitos Humanos da Criança, nos termos do previsto no
Artigo 7.º, da Lei de Proteção de Crianças e Jovens em Perigo. Receber o selo protetor
significa que a entidade tem o foco nos direitos das crianças, criando metodologias pró-
ativas de promoção desses mesmos direitos.
As valências de creche e jardim-de-infância desenvolvem, desde há muito, um trabalho
articulado com a Comissão de Proteção de Crianças e Jovens de Valongo (CPCJV), pelo
que, em 2019, a Santa Casa da Misericórdia de Valongo, candidatou-se, com estas duas
respostas sociais, ao Selo Protetor.
Foi com enorme satisfação e orgulho que, em setembro de 2019, recebemos a notícia
de que nos tinha sido atribuído, pela CNPDPCJ, o SELO PROTETOR, como
reconhecimento da promoção, por todas as formas, de um ambiente protetor para as
crianças e os jovens das nossas respostas sociais de creche e jardim-de-infância,
tornando-nos, por isso, a PRIMEIRA INSTITUIÇÃO DO CONCELHO a receber esta
distinção.
Em outubro de 2021, fizemos o pedido de renovação do SELO PROTETOR, distinção que
nos foi, de novo, atribuída.
Ser detentor deste Selo Protetor implica um compromisso e um desafio, no sentido de
desenvolvermos e aprofundarmos respostas de qualidade em áreas como, entre outras,
a identificação e disseminação de boas práticas de promoção dos Direitos Humanos da
Criança, numa ótica de inovação e desenvolvimento de uma cultura colaborativa e
preventiva; segurança, em que as crianças e jovens possam receber apoio e participar
em atividades essenciais ao seu bom desenvolvimento e bem-estar, adoção de medidas
para sinalizar e gerir situações de negligência e maus-tratos.

Partilhe a notícia:

Testemunhos Apoio Domiciliário

É com imenso orgulho que afirmo que o bom trabalho é aquele que nos realiza, quer a nível pessoal quer profissional, principalmente quando nos sentimos úteis para a sociedade em que vivemos. Neste sentido, nesta instituição percebo o motivo pelo qual não me arrependo de dedicar várias horas do meu dia em prol de ver os outros felizes.

" A verdadeira felicidade está na própria casa, entre as alegrias e o conforto da família"...

Exatamente o que esta instituição representa para mim.

Obrigado e bem hajam.

Ana Ferreira

Chefe dos Serviços Administrativos

Últimas notícias

Apoios & Parceiros